A Entidade - Adunesp

Fórum das Seis reúne-se com Cruesp nesta quinta, 11/8

Vamos cobrar dos reitores o respeito à isonomia, nenhuma repressão aos grevistas e empenho na luta por mais recursos


Devido às mobilizações, à pressão das categorias ainda em greve, e após muita insistência do Fórum das Seis, finalmente o Cruesp concordou em agendar uma reunião para esta quinta-feira, 11/8, às 15h, em São Paulo. Reunidas nesta segunda-feira, 8/8, as entidades que compõem o Fórum discutiram a necessidade de debater com os reitores os seguintes tópicos:

- Reajuste salarial: A concessão de 3% na data-base 2016, índice muito abaixo da inflação dos últimos 12 meses, corrói o poder aquisitivo de servidores docentes e técnico-administrativos. Na Unesp, onde a reitoria sequer aplicou os míseros 3%, num flagrante desrespeito à isonomia, a situação é mais grave ainda.

- Contratações e condições de trabalho: Nas três universidades, a suspensão das contratações amplia a precariedade nas condições de trabalho dos dois segmentos e coloca em risco o funcionamento das instituições. Na USP, o congelamento nas contratações vem acompanhado de planos de demissão voluntária e de redução da jornada/salário, sem quaisquer estudos dos impactos sobre a vida da Universidade. Na Unesp, sequer a contratação de professores substitutos – que já representa uma política de sucateamento do quadro, uma vez que somente deveriam ser contratados docentes em RDIDP – está garantida de acordo com as demandas dos Departamentos de Ensino.

- Repressão e desrespeito: Já materializado na USP e na Unicamp, o corte de ponto dos servidores técnico-administrativos grevistas constitui-se em flagrante desrespeito ao direito de greve dos trabalhadores e uma forma explícita de repressão. É urgente que os cortes sejam revistos e os salários pagos integralmente, uma vez que estavam previstos nos respectivos orçamentos. É inaceitável esta e qualquer outra forma de repressão contra estudantes e trabalhadores que lutam em defesa da universidade pública.

- Mais recursos: É indiscutível que se materializam nas três universidades paulistas as consequências nefastas de uma crise anunciada de financiamento que, conforme o Fórum vem advertindo reitores, governo estadual e deputados estaduais, aconteceria mais cedo ou mais tarde. Estamos convictos de que ela se instala agora em decorrência da queda da arrecadação de ICMS, que se dá num contexto de crise econômica generalizada, mas que aconteceria, mesmo num cenário econômico mais favorável, até o final da década de 2010. Por isso, é necessário que o Cruesp se engaje juntamente com o Fórum pela realização de uma reunião tripartite (governo, Cruesp e Fórum) para discutir a urgência do aporte de mais recursos para Unesp, Unicamp e USP.

- Situação das aposentadorias e pensões no âmbito da relação universidades/SPPREV.

- Novo Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação: O Cruesp comprometeu-se a emitir seu posicionamento sobre a Lei 13.243/16, que instituiu o Novo Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Informação, mas não o fez até o momento. O Fórum das Seis, em conjunto com outras entidades, vem alertando sobre os riscos que a lei traz para a pesquisa pública e a universidade pública.

Antes e depois da reunião com o Cruesp, as entidades que compõem o Fórum das Seis estarão reunidas no dia 11/8.

Estudo evidencia importância da mobilização e
mostra ganhos obtidos com as greves

Clique aqui para acessar esta matéria no Boletim do Fórum, de 9/8/2016

  Adunesp     Adunesp  
Site Desenvolvido por InfoPlus